quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Calango

Tropidurus torquatus


O tropidurus torquatus conhecido popularmente por calango é um tipo de lagarto. Porém é um pouco menor mede cerca de 30 cm e com uma cauda relativamente curta são animais bem abundantes, principalmente quando nos referimos as regiões secas, com muitas rochas, troncos e regiões que sofreram modificações pelo homem como os jardins.

Se originam em sua grande maioria da América do Sul países como Argentina, Uruguai,Paraguai e no Brasil se concentra em Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Bahia e Espírito Santo.

Eles são bem encorpados, robustos, tem as patas longas, o dorso é geralmente acobreado com manchas cinza bem escuras quase chegando ao preto podendo estar na horizontal ou vertical. O ventre costuma ser a parte mais clara do corpo. E uma característica em machos é que alem de serem maiores eles tem a garganta com uma coloração preta assim como a causa e uma parte das coxas.
São animais que possuem uma ótima resistência,além do que possuem uma dieta bem variada a qual incluem invertebrados, vertebrados num tamanho menor bem como vegetais .No topo de sua dieta estão as formigas, depois abelhas, cupins, aranhas, flores e sementes.

Eles têm o que se chama de tática de forrageamento ou seja não vão a caça de suas presas a sua estratégia é mais diferenciada, eles permanecem onde estão e esperam a presa aparecer.

Essas características (principalmente) fazem com que os calangos sejam animais de fácil adaptação e encontrados em locais diversos e isso faz com que os calangos sejam esse sucesso no quesito de convivência e criação.

Quanto a reprodução é feita em ciclos ou seja tem uma época propicia que no caso dos calangos é na época de chuvas a qual costumam ficar mais resguardados.A ninhada pode ter de 4 a 6 ovos que podem chegar a 120 dias de incubação dependendo da espécie. Cada fêmea pode ter mais de uma ninhada por ano.

De hábitos diurnos ficam principalmente em árvores baixas assim como vegetação herbácea e gramíneas.
Podem ser observados também em terrenos arenosos, lugares com troncos, pequenos arbustos inclinados e entre cactos assim como restingas. Eles não gostam de ficar muito no solo preferem ficar abrigados em pequenas tocas principalmente nas horas mais quentes do dia e no período da noite.

www.bichosbrasil.com.br/tropidurus-torquatus/



Fotos de minha autoria, feitas na Serraria do Paulinho, aqui em Arceburgo/MG.

A identificação da espécie foi feita por Philippe Nicolau ,Biólogo e Mestrando em Biologia de Vertebrados pela Pontifícia Universidade Católica (PUC Minas). Com experiência nas áreas da educação, meio ambiente, pesquisa em ecologia e comportamento das aves, e curadoria de laboratórios.

Par saber mais sobre Lagartos aqui no Blog, acesse:

Blog do Ademir Carosia: Tupinambis sp.

ademircarosia.blogspot.com/2011/05/tupinambis-sp.html

Lagartos de Arceburgo/MG - Numero 2

Bichos de Arceburgo/MG  -  Numero 15

2 comentários:

  1. assunto muito interessante! esses bichinhos eram desprezados mas a sua vida é valiosa :)
    abraço
    Angela

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto de tê-los no meu quintal, aqui no período das secas, os buraquinhos que eles fazem acabam ajudando a água penetrar com facilidade até a raiz da planta.

    beijos.

    ResponderExcluir